Ana Marinho da Silva

Uma entusiasta de tenra idade que deseja dar a volta ao mundo em menos de 80 dias. Tropeçou em Ciências da Comunicação por puro acaso do destino, numa situação que ainda não conseguiu compreender bem. Ao longo dos seus anos de existência quis ser tudo e mais alguma coisa e teve a sorte de em sonhos ter sido tudo o que quis até hoje. Estudou ciências e tecnologias no secundário, ambicionando áreas como medicina, engenharia e biologia marinha, mas nada disso foi avante devido à sua paixão louca pelas palavras e ao seu bichinho pelas letras. No seu 12ºano rendeu-se às maravilhas da psicologia, candidatando-se e entrando em Coimbra. No entanto, o seu destino já estava traçado, desistindo da ideia de ir para a cidade dos estudantes, alterou a sua ordem de preferência pelo curso segundos antes de entregar a papelada da matrícula na Universidade Fernando Pessoa. E foi assim que Ciências da Comunicação ganhou a grande medalha de ouro, derrotando gloriosamente Psicologia. Afirma, com convicção, que não se arrepende da sua decisão e que se voltasse atrás no tempo repetiria tudo da mesma maneira. Romântica incurável que se alimenta de livros, tem uma fome insaciável por novidades. Pratica natação desde os 4 anos, considera-se uma “waterholic” e teima que a água é o seu elemento - apesar de o horóscopo dizer terra. É a versão feminina do monstro das bolachas (e dos chocolates). Morre de medo de filmes de terror e chora sempre que vê o Titanic. Adora sonhar acordada, pois permite-lhe sobreviver à realidade com mais garra e ambição. Cantora experiente nas horas do duche e bailarina nos tempos de arrumação, desliga-se várias vezes do mundo, colocando a música o mais alto possível para se ouvir a si mesma. Adora viver com borboletas na barriga e dá imenso valor às pequenas coisas. Curiosa insatisfazível, interessa-se por uma variedade incessante de temas, mas principalmente pelo que desconhece. Caracteriza-se como sendo “divergente” por querer ser mais do que uma coisa e adora desafios.

Beijinho por beijinho

Das memórias de infância.

Continuar a ler Ana Marinho da Silva   24.06.2017

O teu quarto

Chorar cada vez mais pelas belezas da vida e não pelas tristezas.

Continuar a ler Ana Marinho da Silva   18.03.2017

Conversas que são aula

Resumo de uma aula.

Continuar a ler Ana Marinho da Silva   20.01.2017

Memórias de distância

Para todos aqueles que odeiam a distância.

Continuar a ler Ana Marinho da Silva   05.01.2017

Carta de amor

Carta de amor por uma apaixonada.

Continuar a ler Ana Marinho da Silva   03.01.2017

Mudanças de 2016

Mudança foi a minha palavra de 2016.

Continuar a ler Ana Marinho da Silva   28.12.2016

A bolha

A história de uma rapariga em depressão que encontrou a sua salvação e...

Continuar a ler Ana Marinho da Silva   17.04.2016

Young Reporters

Um projeto apoiado pela RJP.

Continuar a ler Ana Marinho da Silva   26.01.2016

Viagem sem fins

Nada de fins, apenas de inícios e de esperança que a próxima história...

Continuar a ler Ana Marinho da Silva   25.01.2016

Crossfit: de corpo e alma

Uma reportagem sobre Crossfit.

Continuar a ler Ana Marinho da Silva   18.01.2016

Dia de Maratona

Hoje foi dia de Maratona no Porto.

Continuar a ler Ana Marinho da Silva   18.01.2016

Querido Pai Natal

Um carta como tantas outras, será?

Continuar a ler Ana Marinho da Silva   18.01.2016

Bucket List

Uma lista de ambições e sonhos.

Continuar a ler Ana Marinho da Silva   18.01.2016

Mulheres

Sobre o mundo feminista.

Continuar a ler Ana Marinho da Silva   18.01.2016

A infância dos 90

Um rewind no tempo.

Continuar a ler Ana Marinho da Silva   18.01.2016

Cansaço

Um papel escarlate.

Continuar a ler Ana Marinho da Silva   30.12.2015

Despedida

Um até já.

Continuar a ler Ana Marinho da Silva   30.12.2015

Quatro Paredes

Uma história de amor em quatro paredes.

Continuar a ler Ana Marinho da Silva   30.12.2015

Dia do Escritor

Dia Mundial do Escritor. Uma dedicatória a todos os que escrevem.

Continuar a ler Ana Marinho da Silva   30.12.2015

Superstições

Um dia na vida de uma rapariga supersticiosa.

Continuar a ler Ana Marinho da Silva   30.12.2015

Brigas doces

Uma história de amor/ódio.

Continuar a ler Ana Marinho da Silva   30.12.2015

Inspiratio

Inspiração de uma mão inquieta.

Continuar a ler Ana Marinho da Silva   30.12.2015