Leoní Serpa

Desde tenra idade tem mania de olhar para o céu. Na infância contava estrelas. Depois aprendeu a fazer o mapa celeste e encontrar constelações que iluminavam aquele pedaço de torrão no Rio Grande do Sul, onde nasceu. O sonho de infância virou combustível para estudar à sério sobre as estrelas e o espaço sideral, mas da perspetiva jornalística. Tem uma vida dedicada ao jornalismo, a pesquisa e a docência. Experienciou o labor das redações desde muito jovem, trabalhou como jornalista no rádio, na tv e no jornal impresso. Foi no jornalismo impresso que mais anos de vida emprestou ao “batente” diário. Desempenhou funções de repórter e editora. Depois de ter concluído o mestrado em História aceitou o desafio da docência, nos cursos de Comunicação Social (Jornalismo e Publicidade e Propaganda) em universidades privadas e pública, nos Estados da região Sul do Brasil. Atualmente trabalha como professora de Jornalismo em universidade pública. Da união dos estudos entre o Jornalismo e a História fez nascer dois livros sobre a Revista O Cruzeiro, pretendidamente procura refletir sobre as mudanças de um Brasil agrário que urbaniza-se muito a partir da metade do século XX. Pelas páginas da revista almejava-se alcançar uma modernização, principalmente feminina. Com Portugal não evidenciam-se apenas os laços de um sobrenome (apelido) herdado dos seus antepassados, mas um gosto e admiração pela cultura, pela comida, pela história, e pela gente que simpaticamente encontra pelas belas ruas do Porto. Para além disso preserva uma interação com seus professores/mestres e colegas. Por ora, a senda principal é a de fazer materializar o desenho de uma pesquisa, no âmbito do doutoramento na Universidade Fernando Pessoa, Porto e na Universidade Federal de Santa Catarina, Brasil. Rotina essa ao sabor do chimarrão. A bebida típica dos gaúchos está na sua preferência até mais que o café. Mesmo quando está longe da sua terra, a gaúcha não perde o hábito de matear.

"Nós vimos um buraco negro! Está aí!"

A Ciência confirma a existência de um buraco negro. Cientistas...

Continuar a ler Leoní Serpa   07.05.2019