pensar

Saída de conveniência

Ricardo Jorge Pinto 31.12.2015

A saída de Paulo Portas da liderança do CDS não é de emergência. É de conveniência. Para o seu partido e para o PSD, numa altura em que ambos precisam de separar águas.

Relacionados

Agradar

Poderá o PS não sair prejudicado pelas divisões sobre o tema das touradas? Tudo...

Ver vídeo Ricardo Jorge Pinto   16.11.2018

Surpresas

Costa diz-se surpreendido por decisão da bancada parlamentar do PS sobre a tourada....

Ver vídeo Ricardo Jorge Pinto   16.11.2018

Comentários

Não existem comentários ainda. Porque não ser o primeiro?

Novo comentário