aprender

YRGW: O Projeto

Sara Moreira 28.05.2019

A ideia ganhou asas e fez-nos voar... Há 4 anos surgiu a I edição dos Young Reporters Go West (YRGW). A primeira viagem num “tom” mais experimental manifestou-se um sucesso e trouxe-nos até à atual IV edição que teve lugar nos passados dias 10 a 17 de Abril e contou com 34 participantes.

Inicialmente começou por se organizar com os alunos de segundo ano da licenciatura em ciências da comunicação da Universidade Fernando Pessoa, mas no decorrer das edições seguintes o interesse por parte de vários alunos da área fez com que esse critério fosse “pelos ares”. Nesta última edição para além de alunos do segundo e terceiro ano do curso de ciências da comunicação da UFP, antigos alunos e profissionais ligados à área, participaram também alunos da Porto Business School.

A ideia deste projeto foi baseada num outro organizado pela United States Information Agency que selecionava alguns jovens Europeus com potencial de liderança proporcionando-lhes uma visita para conhecerem os Estados Unidos. Assim, 20 anos mais tarde o Professor Ricardo Jorge Pinto (participante do projeto pioneiro) criou o seu próprio projeto adaptado ao campo da comunicação, os “Young Reporters Go West”.

O formato varia um pouco ao longo das edições, mas mantém o foco na cidade que nunca dorme, Nova Iorque. Na IV edição a demais cidade escolhida para receber os Young Reporters foi Washington DC, onde os alunos visitaram alguns dos locais mais importantes como o Newseum e o museu da Casa Branca.

Apesar do nome do projeto nos transportar especificamente para a área do jornalismo, os campos da comunicação estão cada vez mais unidos e integrados entre si. Por esse motivo tornou-se essencial englobar o marketing e a publicidade na íntegra da programação. Este ano os alunos foram visitar a empresa de tecnologias digitais Muck Rack e os planos criam expectativas para que na próxima edição já se inclua a Google e a Young & Rubicam, uma empresa de publicidade.

Mais ligada à vertente jornalística estes Young Reporters tiveram a oportunidade de visitar a redação da Associated Press assim como os estúdios da NBC. A viagem teve outros pontos de referência fora do contexto das áreas da comunicação, como a visita e conversa na Embaixada Portuguesa. Em qualquer que fosse a empresa, instituição ou organização os alunos contavam com reuniões privadas orientadas por um representante onde podiam expor ideias e partilhar opiniões com os mesmos.

Utilizando partido da principal vantagem do projeto; ter acesso a sítios e contactos que de outra maneira não seriam possíveis, o espírito da viagem é colocar os alunos em contacto com redações, jornalistas, empresas de comunicação e tentar mostrar um pouco da realidade mediática americana assim como criar um espírito de equipa entre os próprios alunos no sentido da colaboração e do interesse dentro e fora da própria área.

Estes 34 young reporters tiveram a oportunidade de ver, sentir e experimentar o tão cobiçado “American Dream”. A viagem passou-se entre muito mais que paredes de museus e salas de empresas. O tempo foi escasso, mas se a cidade não dorme os “reporters” muito menos! Houve noites animadas, entre jogos da NBA e jantares de grupo em restaurantes de bandeiras coloridas, peças na Broadway, passeios por Times Square ou para os mais sortudos bilhetes para o Jimmy Fallon. Houve tempo para conhecer, descobrir, e também para ligeiras “desorientações” no percurso que nunca causaram mais que grandes gargalhadas. Houve amizades criadas e outras fortalecidas. Mas em Nova Iorque há tanta coisa que o que houve nunca vai ser suficiente para não regressar!


Comentários

Não existem comentários ainda. Porque não ser o primeiro?

Novo comentário