viver

"South italian way"

Ricardo Jorge Pinto 04.01.2016

Conduzir no sul de Itália é uma experiência única. Nesse território de foras da lei automobilística, as regras de trânsito são meras sugestões.
Os riscos contínuos são linhas que servem para colocar o carro mesmo no centro da estrada, de forma a que os veículos nos dois sentidos possam passar em segurança, sem tocar no que está a ultrapassar.
Os semáforos possuem desnecessariamente as cores verde e vermelho, quando, na verdade, apenas o amarelo faz algum sentido. Os cruzamentos são lugares de risco e de concentração máxima, onde a perícia de condução realmente é testada.
Nas rotundas, a prioridade é de quem chega primeiro. Por isso, aprendi eu, à custa de alguns sustos iniciais, o truque é acelerar o mais possível quando nos aproximamos delas, por forma a conseguir ter o direito de acesso privilegiado às faixas de rodagem.
Mas esta é talvez a maior vantagem para quem vai de fora. Porque os italianos do sul conduzem estranhamente devagar. Os carros rolam sonolentos, como que amarrados por uma invisível teia que impede que acelerem. E isso torna ainda tudo mais perigoso. Mais caótico.

Relacionados

Te quiero, Madrid!

Madrid é talvez a metrópole mais encantadora do mundo onde não há mar e nem...

Continuar a ler Duarte Pernes   20.01.2019

Paraíso alternativo

Ouvir falar em Caraíbas, por si só, faz remeter o pensamento do comum dos mortais...

Continuar a ler Duarte Pernes   09.12.2018

Comentários

Não existem comentários ainda. Porque não ser o primeiro?

Novo comentário