viver

Homem que é homem

Liliana Machado 04.01.2016

Na minha adolescência tive uma paixão por um rapaz que tinha umas sapatilhas top. Havia um dispositivo qualquer na língua das sapatilhas que, uma vez acionado, faziam-nas encher-se de ar. Creio que o objectivo era fazê-lo saltar mais alto. Quando ele passava no recreio da escola, além das sapatilhas, até o meu coração se enchia. Enfim, adiante… mais tarde percebi (por motivos que não vou aqui explorar) que, afinal, a minha paixão era mesmo pelas sapatilhas. Se pudesse classificá-lo agora, aquele rapaz seria um spornosexual. O que é isto? Já lá vamos.

Há-os para todos os gostos. Há o metrossexual, lumbersexual e agora o… spornosexual. E cada um tem uma definição.

O metrossexual – bem, para uma inábil como eu nestas questões de estilo, este termo pode gerar confusão: desempenho sexual ao metro. Mas não, não é esse o significado real deste termo “inventado” pelo jornalista Mark Simpson em 1994. Metrossexual define homem "solteiro e jovem, que vive e/ou trabalha na cidade, uma vez que é na metrópole que se encontram as melhores lojas. Assim, o metrossexual é um homem urbano, independente, que consume produtos de beleza e veste-se bem.

Lumbersexual é um termo feio. Sempre que o ouço ou pronuncio lembro-me da palavra lombriga. Ora bem, mas este termo serve para definir o homem que usa barba, camisa de flanela e cabelo despenteado. Virilidade é a palavra de ordem nesta tendência da moda, cuja inspiração são os lenhadores americanos.

O spornosexual – a propósito de uma reportagem que vi num qualquer canal de TV, acerca do Cristiano Ronaldo ser o exemplo desta nova tendência. O spornosexual é o termo que designa a combinação entre o desporto (sport), e "pornografia". O spornosexual é o homem com corpo definido e bem trabalhado, musculado, com elevado cariz sexual. Este tipo de homem vive do universo desportivo, no entanto a sua imagem é usada para campanhas publicitárias. Cristiano Ronaldo e David Beckham são bons exemplos.

Depois disto, perceberam porque é que a minha paixão da adolescência era um spornosexual? Não, não tinha um corpo definido e musculado. Era até bem franzino. Mas as sapatilhas já o elevavam ao estatuto desportivo. Na adolescência, aquele rapaz com as suas sapatilhas mágicas tinha já “meio caminho andado” para o sucesso como spornosexual.

Eu sou das antigas, embora o fascínio pelas sapatilhas me tenha deturpado o gosto. Homem que é homem não tem termo, nem estilo. É ele mesmo.

 


Comentários

Não existem comentários ainda. Porque não ser o primeiro?

Novo comentário